[Artigo] A importância do Coping e das habilidades sociais para pacientes renais e hepáticos crônicos

Boletim Contexto - Imagem 7.jpg

A descoberta de uma doença crônica causa, em geral, alterações na vida do indivíduo que podem ser consideradas como estressoras. A situação se agrava nos casos de doenças crônicas onde o único recurso terapêutico mais eficaz é o transplante de órgãos, como é o caso de doenças renais e hepáticas crônicas. Considerando as grandes mudanças na vida desses pacientes e de sua família, e em como o repertório do próprio paciente pode auxiliar ou dificultar o enfrentamento da doença, Cossalter, Angotti & Cippola (2017) investigaram os repertórios de Coping e habilidades sociais em pacientes à espera de transplante de rim e fígado.

Continuar lendo [Artigo] A importância do Coping e das habilidades sociais para pacientes renais e hepáticos crônicos

Anúncios

[Artigo] Aquilo que você fala em um feedback ajuda o outro?

WhatsApp Image 2018-05-18 at 11.50.54

 

Em ambientes organizacionais (como lojas, empresas e hospitais), os principais responsáveis pela entrega de produtos ou serviços são as pessoas que trabalham nesses lugares. Para a Análise do Comportamento, quando falamos de pessoas inseridas em um ambiente específico, falamos de organismos que se comportam sob controle de um conjunto de objetivos específicos. Assim, para que essas pessoas continuem executando suas funções profissionais “da melhor maneira”, o feedback é um dos instrumentos mais utilizados. Apesar da sua utilização, porém, poucos são os estudos que apontam quais  são as variáveis presentes nesse processo que afetam os comportamentos dos envolvidos (Alvero et al., 2001). Mediante isso, no trabalho intitulado “Efeito de três tipos de conteúdos de feedback no desempenho em tarefa”, Torres e Gusso (2018) propuseram uma pesquisa experimental em que avaliaram os efeitos da apresentação de diferentes tipos de conteúdos no feedback sobre o comportamento de “identificação de emoções em expressões faciais”.

Continuar lendo [Artigo] Aquilo que você fala em um feedback ajuda o outro?

[Artigo] A Reeducação e a reinserção social propostas pelo ECA e pelo Código Penal brasileiro.

fcaad8b6-ad6b-4bcc-a2c3-c0e6a6ad1a66.jpgVaccari, Gonçalves e Dittrich (2018) analisaram as legislações brasileiras que dispõem sobre a prática de crimes e compararam as medidas de reeducação e de reinserção social prescritas aos sujeitos adultos contidas no Código Penal com as do Estatuto da Criança e do Adolescente, direcionadas aos adolescentes em conflito com a lei. Os autores realizaram uma pesquisa documental sobre tais leis relativas à penalização de adultos e adolescentes e avaliaram-nas conceitualmente, fundamentados por trabalhos da área de Análise do Comportamento. Continuar lendo [Artigo] A Reeducação e a reinserção social propostas pelo ECA e pelo Código Penal brasileiro.

[Entrevista] Profª Marilia Pinheiro de Carvalho fala sobre seu percurso acadêmico, timing e prêmio internacional do SEAB

IMG-20180503-WA0058

O Boletim Contexto teve o prazer de convidar a Profª Marilia Pinheiro de Carvalho para falar sobre o seu percurso acadêmico, desafios da profissão e do fazer científico, assim como do seu prêmio internacional a receber, o SEAB Basic Behavior Analysis Dissertation da divisão 25 da Associação Americana de Psicologia (APA). Marilia é graduada em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (2007), Mestre em Psicologia pela mesma instituição e Doutora em Psicologia Básica pela Universidade do Minho (2016). Atualmente, Professora Adjunta no Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento na Universidade Federal do Pará e professora Colaboradora no Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento na mesma universidade.

Continuar lendo [Entrevista] Profª Marilia Pinheiro de Carvalho fala sobre seu percurso acadêmico, timing e prêmio internacional do SEAB

[Artigo] Injeção de Histamina: punidor e potencial reforçador negativo

WhatsApp Image 2018-04-26 at 00.13.52

 

O estudo que vamos resumir hoje foi realizado por Mayer, Carvalho Neto e Katz (2018). Esta é uma pesquisa básica que objetivou examinar a punição do responder com injeção de histamina e o potencial da droga em gerar esquiva de punição.

Continuar lendo [Artigo] Injeção de Histamina: punidor e potencial reforçador negativo

[Artigo] Grau de liberdade, grau de coerção e escolhas genuínas: As contribuições de Israel Goldiamond sobre o conceito de liberdade

Boletim Contexto - Imagem 2

O conceito analítico-comportamental de “liberdade” se difere das concepções tradicionais, que o associam à noção de livre-arbítrio ou de total responsabilização do indivíduo pelas suas próprias ações. Visto que o determinismo é um dos pressupostos filosóficos do Behaviorismo Radical, a discussão do conceito de liberdade, na Análise do Comportamento, ocorre de maneira a não negligenciar a existência do controle, que é entendido como parte essencial das relações comportamentais. Embora a discussão sobre o conceito seja frequente desde Skinner (1971), diferentes pesquisadores trouxeram análises distintas sobre o que significa “liberdade”. Fernandes e Dittrich (2018), em seu artigo denominado “Expanding the behavior-analytic meanings of ‘freedom’: The contributions of Israel Goldiamond”, apresentam a explicação elaborada por Israel Goldiamond, analista do comportamento norte-americano, que desenvolveu os conceitos de “grau de liberdade”, “grau de coerção” e “escolha genuína” como aspectos essenciais do que se entende por liberdade.

Continuar lendo [Artigo] Grau de liberdade, grau de coerção e escolhas genuínas: As contribuições de Israel Goldiamond sobre o conceito de liberdade

[Entrevista] Táhcita Mizael fala sobre preconceito racial e gênero

Táhcita Medrado Mizael é mestre e doutoranda em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), especialista em Gênero e Sexualidade pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), faz parte do CLiCS – Grupo de Pesquisa em Cultura, Linguagem e Comportamento Simbólico e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino (INCT-ECCE) e escreve para os blogs Boletim Behaviorista e Cientistas Feministas.

A entrevista foi realizada pelos estudantes de Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso, monitores de Análise Experimental do Comportamento, Aline Batista Sousa, Larissa Rodrigues de Campos Oliveira, Monica Maria Silva e Santos e Peter Teylon Rodrigues de Souza, sob orientação da professora e colaboradora eventual do Boletim Contexto Virgínia Cordeiro Amorim. A arte é da nossa colaboradora fixa Cindy Vaccari.

A proposta dessa entrevista surgiu após os monitores estudarem a dissertação da Táhcita e considerarem que ela poderia responder às muitas perguntas que eles gostariam de fazer a uma analista do comportamento negra e pesquisadora de questões raciais. As perguntas partiram do princípio de que, assim como na UFMT/Cuiabá, muitos cursos de Psicologia pelo Brasil possuem pouquíssimas disciplinas de Análise do Comportamento e não há carga horária curricular que permita acesso e discussões das contribuições da área para as questões sociais. Continuar lendo [Entrevista] Táhcita Mizael fala sobre preconceito racial e gênero

ABPMC lança cartilha sobre Autismo

cartilha_autismo

Você sabe o que é o Transtorno do Espectro Autista, TEA, ou simplesmente, Autismo? E como ajudar no tratamento de uma criança com Autismo? Continuar lendo ABPMC lança cartilha sobre Autismo

Programação de computadores na graduação em Psicologia?

cursor_finger

Essa semana (20/03/2018) a ABPMC lançou seu primeiro livro sob o selo Editora ABPMC (veja aqui). Esse livro introdutório sobre desenvolvimento de software para analistas do comportamento (baixe completo aqui), além de trazer um “beabá” útil para quem quer iniciar no aprendizado de uma linguagem de programação computacional, traz um MANIFESTO. Isso mesmo, um manifesto. No capítulo final do livro, Raphael Moura Cardoso, Hernando Borges Neves Filho e Luiz Alexandre Barbosa de Freitas apresentam vários argumentos em defesa da inclusão do conteúdo de programação nas graduações em Psicologia. O que você acha disso? Continuar lendo Programação de computadores na graduação em Psicologia?

[Artigo] A relação professor-aluno na universidade: contingências sociais desfavoráveis

21923a3e-e5f6-41e3-be8b-a30f73a2b163.jpg

No intuito de ampliar nosso conhecimento acerca das relações professor-aluno no contexto da universidade, Vieira-Santos e Henklain (2017) escreveram um ensaio no qual analisam contingências que dificultam ou impedem o estabelecimento dessas relações. O artigo intitulado “Contingências sociais que dificultam o engajamento do professor universitário em relações de qualidade com seus alunos” foi publicado no volume 8 da revista Perspectivas em Análise do Comportamento. Este texto é um resumo do que os autores apresentam em suas análises. Continuar lendo [Artigo] A relação professor-aluno na universidade: contingências sociais desfavoráveis

[Entrevista] Denis Roberto Zamignani discute sobre a REDETAC

Boletim - [Entrevista] Denis

O Boletim Contexto convidou o Dr. Denis Roberto Zamignani para falar sobre a iniciativa da Rede de Colaboração Interinstitucional para a Pesquisa e Desenvolvimento das Terapias Analítico-Comportamentais (REDETAC). Denis é graduado em Psicologia pela PUC-SP, Mestre em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento pela mesma instituição e Doutor em Psicologia Clínica pela Universidade de São Paulo. É Diretor acadêmico do Paradigma Centro de Ciências e Tecnologia do Comportamento, onde é docente do Programa de Mestrado profissional em Análise do Comportamento Aplicada, além de supervisor e docente no curso de Qualificação Avançada em Clínica Analítico-Comportamental e coordenador do grupo de pesquisa sobre processo-resultado em terapia analítico-comportamental. Na entrevista, Denis apresenta como surgiu a proposta da REDETAC, além dos objetivos, estratégias de trabalho e planos de expansão da Rede.

Continuar lendo [Entrevista] Denis Roberto Zamignani discute sobre a REDETAC

Lançamento do Volume 7 da Comportamento em Foco – Ensino, Comportamento Verbal e Análise Conceitual

cpto_foco_v7

Prezados(as) Associados(as) da ABPMC,

Comunicamos a publicação de mais um volume da coleção Comportamento em Foco. O Volume 7 é composto de 10 capítulos divididos em 3 seções, 5 capítulos sobre Ensino e Análise do Comportamento, 4 capítulos sobre Comportamento Verbal e 1 capítulo sobre Análise Conceitual. Este volume encerra as publicações referentes aos encontros da ABPMC do biênio 2014-2015. Agradecemos a colaboração de todos autores e revisores envolvidos. Estamos animados para que os volumes editorados mantenham a ótima avaliação que a série Comportamento em Foco tem recebido da CAPES. Continuar lendo Lançamento do Volume 7 da Comportamento em Foco – Ensino, Comportamento Verbal e Análise Conceitual

[Artigo] Análise das Emoções pela filosofia de Gilbert Ryle

emotions.jpg

As ciências psicológicas desde seu início tem tomado as emoções como objeto de estudos (James, 1884), outras áreas do conhecimento como a biologia e a filosofia tem feito o mesmo ao longo da história. Na Psicologia já foram estudadas a partir das mais variadas correntes metodológicas e epistemológicas, em abordagens que enfocam ora o indivíduo e seu “universo particular”, ora a cultura, seu valor adaptativo-evolutivo e sua constituição comportamental ou cognitiva. O artigo de Flores, Medeiros e Souza (2017), de que trata este resumo, busca contribuir com a discussão acerca das emoções a partir da análise da linguagem cotidiana que utilizamos para nos referirmos às nossas emoções, uma análise da lógica que rege a utilização dos conceitos para descrever as nossas emoções da forma como fazemos em nossa cultura. Para isso os autores fundamentam-se na filosofia de Gilbert Ryle. Continuar lendo [Artigo] Análise das Emoções pela filosofia de Gilbert Ryle

Lançamento do Boletim Contexto nº 41

bc_41_capa

É com muita alegria que a Comissão de Publicação e Editorial da ABPMC e a equipe de colaboradores do Blog Boletim Contexto anunciam o lançamento do Boletim Contexto nº41.

Nesse número compilamos as publicações veiculadas no Blog de maio a julho de 2017, com os textos e entrevistas cuidadosamente organizados e em formato de revista eletrônica. O design foi pensado para melhorar a experiência do leitor em telas horizontais, seja no computador, no tablet ou no smartphone.

A publicação em um formato eletrônico consolidado traduz o esforço e o compromisso da ABPMC com a divulgação do conhecimento. É também uma maneira de alcançar leitores que não podem, ou não querem, acessar o blog frequentemente, mas, ainda assim, têm interesse pelo conteúdo que produzimos. O número 41 pode ser baixado aqui.

Aproveitem a leitura!

[Artigo] Etnografia e Análise do Comportamento: um estudo sobre pichação

03

Práticas de pichação por vezes implicam em resultados destrutivos e prejudiciais tanto para o pichador quanto para seu ambiente social. No sentido de descrever certas propriedades dessas práticas de modo exploratório, de Carvalho, Sandaker e Ree (2017) lançaram mão de uma metodologia qualitativa, etnografia, aliada aos princípios analítico comportamentais e publicaram o estudo intitulado An Ethnographic Study of Tagging Cultures. Continuar lendo [Artigo] Etnografia e Análise do Comportamento: um estudo sobre pichação